Metrô adere à greve geral prevista para sexta-feira (30)


O sindicato dos Metroviários de São Paulo aprovou em assembleia realizada na sexta-feira, 23 de junho, o estado de greve, com a possibilidade de paralisação total no próximo dia 30, sexta-feira, com duração de 24 horas. Contra as reformas Trabalhistas e da Previdência.
Inicialmente, as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 5- Lilás e 15-Prata ficarão paradas das 4h até 00h do dia seguinte, segundo informações. A linha 4-Amarela da Via Quatro, que é privada, deve funcionar normalmente, como ocorreu nas greves anteriores.
Os ferroviários da CPTM, por sua vez, devem definir um posicionamento na quinta (29). Os motoristas de ônibus ainda não se posicionaram sobre a possibilidade de aderir à Greve.
Tecnologia do Blogger.