Funcionários da CPTM e do metrô desistem de greve na terça

As duas categorias voltam a se reunir na próxima quinta-feira para decidir sobre possível paralisação na sexta

Em assembleias realizadas nesta segunda-feira em São Paulo, os sindicatos que representam os funcionários da CPTM e do metrô decidiram que não vão fazer paralisação nesta terça-feira. As duas categorias, porém, informaram que ainda estão em “estado de greve“.
De acordo com os sindicatos, está programada uma nova assembleia na próxima quinta-feira para decidir se haverá ou não a greve na sexta tanto na CPTM quanto no metrô. Nesta quarta será feita uma audiência na Justiça do Trabalho.


Os ferroviários são contra a decisão da empresa de reduzir a tabela salarial atual em 3,51%. Já o Sindicato dos Metroviários de São Paulo protesta contra as reformas do governo Michel Temer e a privatização e terceirização do metrô – a empresa nega que tais movimentos existam.
Caso a greve seja confirmada para a sexta-feira, as paralisações irão afetar todas as linhas da CPTM e do metrô (exceto a linha 4-Amarela) durante 24 horas.


O Metrô informou que conta com o bom senso da categoria e afirmou que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) já concedeu, no dia 25 de julho, uma liminar determinando ao Sindicato dos Metroviários a manutenção do efetivo de 80% dos serviços nos horários de pico e de 60% nos demais horários, sob pena de aplicação de multa diária no valor de 100 mil reais.

             DEIXE SEU COMENTÁRIO             
Tecnologia do Blogger.