Passageira denuncia ter sido agredida por funcionária em estação da CPTM em Mogi

CPTM informou que funcionária é terceirizada e que foi afastada para apuração. Vítima disse que foi agredida com puxões de cabelo, socos e até com cassetete.


Uma passageira denunciou à polícia ter sido agredida por uma funcionária terceirizada da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na noite de domingo (10). A auxiliar de limpeza de 34 anos disse que a agressão foi na estação de Mogi das Cruzes, mas a funcionária ainda não foi identificada.


Já a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou que "já identificou a empregada terceirizada, que foi afastada até a apuração dos fatos. Comprovado o erro de procedimento, a empresa adotará as medidas cabíveis, desde advertência até o afastamento definitivo da terceirizada."

A auxiliar de limpeza contou para polícia que a agressão aconteceu em frente à bilheteria da estação e passou as características da funcionária. A passageira disse à polícia que no final do mês de abril havia se desentendido com a funcionária porque foi barrada na cancela.


Desta vez, ela relatou que estava sentada esperando um amigo para irem trabalhar, quando a funcionária passou e disse “me xingue agora”. A vítima contou que perguntou o porquê de ter sido xingada e recebeu chutes e puxões de cabelo. Ainda segundo o depoimento da vítima, a funcionária usou o cassetete na agressão.

A passageira contou para a polícia que outros funcionários da CPTM separaram a briga, mas ela continua com dores no pescoço.

A polícia solicitou que a mulher fizesse exame de corpo de delito. 

Fonte: G1

        DEIXE SEU COMENTÁRIO        
         CURTA NOSSA PÁGINA         

Tecnologia do Blogger.