Prefeitura corta R$874 de verba para ampliação de corredores


O Jornal Folha de São Paulo publicou nessa quarta-feira(13), uma reportagem que mostra que a Prefeitura de São Paulo desistiu de gastar R$ 874 milhões na ampliação e criação de corredores exclusivos de ônibus.

A última transferência foi feita na última segunda-feira, por meio de um decreto assinado pelo prefeito interino Milton Leite (DEM), no valor de R$ 12 milhões. Os recursos foram transferidos para a reforma e readequação do autódromo de Interlagos.


Segundo a prefeitura, foi necessário transferir o dinheiro para Interlagos por causa da realização do Grande Prêmio de Fórmula 1 do Brasil que será realizado em novembro. Vale ressaltar que a prefeitura planeja vender o autódromo a iniciativa privada para cortar gastos como estes.

O orçamento inicial da prefeitura este ano para a construção e manutenção dos corredores era de R$ 542 milhões, mas devido as constantes transferências de verbas o valor previsto é de R$ 220 milhões, uma redução de R$ 322 milhões.


Enquanto a verba para ampliação e manutenção dos corredores tem sofrido constantes cortes, a verba usada com publicidade não sofreu nenhum corte. Pelo contrário, houve um aumento de 6% na previsão de gastos. Só neste ano o valor gasto já chega aos incríveis R$ 46 milhões.

A promessa da atual gestão é de criar 72 km de corredores de ônibus até o fim de 2020.


        DEIXE SEU COMENTÁRIO        
         CURTA NOSSA PÁGINA         

Tecnologia do Blogger.