“Shopping trem”: CPTM pede ajuda de usuários para combater comércio nos vagões


O comércio praticado por vendedores ambulantes representa o maior número de reclamações de passageiros pelo SMS Denúncia da CPTM. No primeiro semestre deste ano, foram 7.810 denúncias, 38% do total de mensagens enviadas à área de Segurança.

Para combater a prática, além de fiscalizar os trens e as plataformas, a companhia está orientando os usuários a não comprar esses produtos e não fomentar o comércio dos ambulantes, “colaborando assim para viagens mais rápidas e tranquilas, uma vez que alguns desses comerciantes causam atrasos na circulação segurando portas e danificando equipamentos”, afirma a CPTM.

As estações da Linha 8 Diamante: Palmeiras- Barra Funda, Lapa, Osasco, General Miguel Costa, Carapicuíba, Barueri, Jandira e Itapevi, já contam as informações aos usuários.
As orientações vão desde “Quem compra do ambulante é responsável pelo comércio ilegal! Não compre”; “Sem ambulantes, a viagem será bem melhor! Não compre” a “Viagem sem grito e sem sujeira! Não compre”.
Juntamente com as orientações estão os canais para que os usuários possam denunciar a presença de ambulantes nas composições. São eles:
·         SMS-Denúncia – cel.  97150-4949: denúncias anônimas por SMS;

·         Whatsapp CPTM – cel. 99767-7030: podem enviar vídeos, fotos e mensagens de texto;
Para facilitar a atuação da segurança, o denunciante deve descrever as características físicas do infrator, a mercadoria comercializada, o número do carro (vagão), a linha e a próxima estação. Somente nos cinco primeiros meses deste ano, já foram realizadas mais de 20 mil retenções com cerca de 800 mil produtos apreendidos.
“Com esse trabalho de conscientização, a CPTM espera obter a colaboração dos passageiros no combate ao comércio irregular e reduzir de forma significativa a prática nos trens”, afirma a companhia.

Fonte: Visão Oeste

   DEIXE SEU COMENTÁRIO   
    CURTA NOSSA PÁGINA    

Tecnologia do Blogger.