EMTU marca para fevereiro a sessão pública do 2º trecho do VLT

Segundo trecho prevê ligar a estação da Conselheiro Nébias ao Valongo. Sessão deve acontecer no dia 5 de fevereiro, em São Bernardo do Campo.


A Empresa Metropolitana de Transporte Urbanos (EMTU) remarcou a data para a realização da sessão pública que irá escolher a empresa que implantará o 2º trecho do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Santos, no litoral de São Paulo. A sessão deve acontecer no dia 5 de fevereiro.

A sessão pública para entrega das propostas das empresas interessadas em fazer a obra da 2ª fase do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Baixada Santista, agendada para 13 de dezembro, foi adiada. De acordo a EMTU, o motivo do adiamento, pela quarta vez, foram os pedidos de esclarecimentos e impugnação recebidos pela empresa.


A sessão pública irá acontecer às 10h, na Rua Joaquim Casemiro, 290, em São Bernardo do Campo. Por volta das 10h30, deve ocorrer a abertura dos invólucros com a proposta de preços. O edital completo está sendo revisado e a nova versão estará disponível a partir da próxima sexta-feira (28) e vai o dia 4 de fevereiro no site da EMTU.

2º Trecho do VLT
O investimento previsto é de R$ 280 milhões, com execução em 30 meses. A operação do VLT da Baixada Santista começou em abril de 2015. O Centro de Controle Operacional foi entregue em junho de 2016. O primeiro trecho do VLT, com 11,5 km de extensão, foi entregue à população no dia 31 de janeiro, ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente, à Estação Porto, em Santos.


O segundo trecho prevê ligar a estação da Conselheiro Nébias ao Valongo. O edital prevê a construção de 8 km do novo trecho do VLT, contemplando, inicialmente, 14 estações. Segundo a EMTU, as obras do 2º trecho estão previstas para início no primeiro semestre de 2019, ainda com prazo de 30 meses para a execução.

Os dois trechos do VLT da Baixada Santista atenderão cerca de 70 mil passageiros por dia.

Fonte: G1

   DEIXE SEU COMENTÁRIO   
    CURTA NOSSA PÁGINA    

Tecnologia do Blogger.