Santistas são condenados por briga em estação de metrô

Penas incluem prisão e proibição de frequentar estádios. Eles são acusados de agredir e roubar corintianos que iam assistir o jogo entre as duas equipe

 

Torcedores do Santos Futebol Clube foram condenados, nesta segunda-feira (15), após uma briga provocada em junho de 2016, na estação Penha do Metrô, na Vila Beatriz, zona oeste de São Paulo.

Os santistas são acusados de agredir e roubar torcedores do Corinthians que iam assistir o jogo entre as duas equipes.

Os oito envolvidos na briga foram condenados a seis anos e quatro meses de reclusão, no regime inicial semiaberto por roubo qualificado e formação de quadrilha. Cinco deles, também foram sentenciados a comparacer, por um ano, em uma instituição indicada pela Central de Penas e Medidas Alternativas, toda vez que o Santos Futbel Clube - profissional ou amadar - estiver em campo.

De acordo com a decisão do juiz Ulisses Augusto Pascolati Junior, do Anexo de Defesa do Torcedor do Juizado Especial Criminal, não há qualquer elemento que indique que foram os corintianos que iniciaram o confronto. "Ao contrário, as imagens revelam que as agressões foram iniciadas sem qualquer provocação ou agressão anterior pelos réus", escreveu.

Os réus poderão apelar em liberdade

(*) Com informações do portal R7




            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.