CPTM completa 27 anos e entrega dois novos trens para a Linha 7-Rubi

Foto: Divulgação

Novas composições vão circular na Linha 7-Rubi e fazem parte do processo de modernização da Companhia, que desde 1992 saltou de 894 mil para 3 milhões de passageiros transportados diariamente

São Paulo, 28 de maio de 2019. Nesta terça-feira (28), data em que a CPTM completa 27 anos, o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e o Presidente da CPTM, Pedro Moro, entregaram dois novos trens à Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí) na Estação da Luz.


Em comemoração ao aniversário, o Coral das Mães Coreanas fez uma apresentação, homenageando também o país de origem da Hyundai Rotem, fabricante das composições. As coralistas interpretaram clássicos brasileiros, como “Nesta Rua” e “O Trenzinho do Caipira”. O tenor cantou o clássico italiano “Solemio”, com acompanhamento do coral. Criado há 32 anos, o grupo divulga a cultura coreana na capital e em cidades do interior.

Os trens da série 9500 são o 62º e a 63º do lote de 65 unidades compradas pelo Governo do Estado para melhorar e modernizar o transporte ferroviário na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). A CPTM está readequando a frota de acordo com a necessidade operacional, de forma a padronizar as linhas.

As novas composições possuem salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna, além de serem acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência – sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, espaço para cadeirantes, mapa com indicação luminosa das estações para deficientes auditivos e áudio para deficientes visuais. 

Também dispõem de monitores digitais internos com informações sobre a prestação de serviços e reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.


A Linha 7-Rubi transporta, em média, 470 mil passageiros por dia, sendo 435 mil entre Luz e Francisco Morato e 35 mil entre Francisco Morato e Jundiaí. 

Aniversário CPTM – Fundada em 28 de maio de 1992 após mudanças na Constituição de 1988, a CPTM herdou as linhas que eram administradas pela Fepasa, de origem estadual, e CBTU, proveniente do Governo Federal. Neste período, a CPTM mais que triplicou o número de passageiros transportados por dia, saltando de 894 mil para 3 milhões de pessoas, o equivalente à população da cidade de Salvador. Hoje, é a maior operadora de transporte de passageiros ferroviários da América do Sul, com sete linhas que atendem 23 municípios, incluindo a capital paulista.

Os trens percorrem diariamente 80 mil quilômetros, o equivalente a duas voltas entorno da terra. São 2.850 viagens realizadas ao longo dos 273 quilômetros de extensão das vias da Companhia.
Para aprimorar o serviço prestado à população, a CPTM tem investido na modernização de trens e estações. Com a melhoria da infraestrutura, os intervalos entre as composições nos horários de pico passaram de 20 minutos em algumas linhas, na década de 2000, para 4 minutos, nas linhas 9-Esmeralda e 11-Coral, atualmente.

Desde 2007, a Companhia adquiriu 170 trens novos. Com isso, 95% da frota está equipada com ar-condicionado. Além disso, desde os anos 2000, 13 estações foram construídas e outras 35 reconstruídas, reformadas ou adaptadas. No ano passado, a Companhia inaugurou a primeira linha construída pela empresa, a 13-Jade, que liga a capital ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.

“A CPTM cresceu e melhorou muito nestes 27 anos, mas precisamos avançar mais para entregar aos passageiros o conforto, a eficiência e a segurança que o transporte público sobre trilhos deve oferecer. Estamos trabalhando para implementar na CPTM o mesmo padrão de excelência do Metrô. Para isso, estamos investindo principalmente na melhoria e modernização da rede de energia da Companhia, sinalizações e novos trens, como esses entregues hoje”, destaca Baldy.


   DEIXE SEU COMENTÁRIO   

            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.