Movimento Maio Amarelo estaciona cadeira de rodas em vagas de carros em São Paulo

Ação tem como objetivo conscientizar motoristas da importância de respeitar vagas para deficientes.
Foto: Metro Jornal

Movimento Maio Amarelo faz uma ação nesta terça-feira (14) para pedir respeito às pessoas com dificuldade de locomoção.

O movimento estacionou cadeiras de rodas em vagas de carros na Rua Oscar Freire, nos Jardins, região central de São Paulo.


Nos cartazes, frases com desculpas clássicas de motoristas que insistem em parar em vagas de idosos ou portadores de deficiências: "É só um minutinho", "Volto já", "É rapidinho"

A ação quer alertar a população sobre o respeito às vagas especiais de estacionamento destinadas a pessoas com deficiência física e idosas e faz parte da programação do Maio Amarelo na cidade.

O balanço mais recente mostra que, em 2019, até abril, foram feitas 2.226 autuações pelos agentes de trânsito em estacionamentos de comércios privados na capital paulista. Em 2018, 4.361 autuações lavradas. Quem desrespeita as vagas especiais comete infração gravíssima e está sujeito à multa de R$ 293,47 e 7 pontos na CNH.


Maio Amarelo

O Maio Amarelo foi instaurado a partir de uma resolução da Assembleia-Geral das Nações Unidas, baseada em estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), que definiu o período entre 2011 e 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”.

Segundo a OMS, em 2009, foram registrados 1,3 milhão de mortes causadas por acidentes de trânsito em 178 países diferentes - principal causa de morte para jovens de 15 a 29 anos.

(*) Com informações do Portal G1


   DEIXE SEU COMENTÁRIO   

            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.