Metrô de SP terá sistema de vigilância com reconhecimento facial

Objetivo é 'melhoria e ampliação da segurança operacional', diz Metrô. Estimativa de custo de projeto é de R$ 69 milhões.

Foto: Reprodução

O Metrô de São Paulo irá instalar câmeras que fazem reconhecimento facial, tecnologia que permite a identificação de pessoas por meio de imagens dos rostos. A novidade faz parte da implantação de um novo sistema de monitoramento eletrônico para as linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha.

Segundo o Metrô, o objetivo é "a melhoria e ampliação da segurança operacional do sistema com o aumento do parque de câmeras". O edital para a compra deste novo sistema foi lançado no final de junho no Diário Oficial do Estado.


Nele, a companhia usa, como referência de orçamento para o projeto, o valor de R$ 69 milhões. As propostas serão apresentadas por empresas ou consórcios no dia 20 de agosto.

Além das câmeras novas, a compra vai contemplar a elaboração do projeto, o fornecimento, instalação e testes de equipamentos de imagem com alta capacidade para as instalações do Metrô. Hoje, o monitoramento é feito com câmeras analógicas e outras digitais. Nem todas estão integradas aos centros de controle operacional (CCOs), segundo o Metrô.

O novo sistema de monitoramento, além de reconhecimento facial, prevê a identificação e rastreamento de objetos e de áreas invadidas. Ele terá uma autonomia de 30 dias para armazenamento de imagens.

(*) Com informações do Portal G1


            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.