OPORTUNIDADE: Uber oferece 40 vagas de estágio e aceita qualquer curso


Foto: Divulgação

A Uber abriu as inscrições para seu programa de estágio no Brasil. É a primeira iniciativa do tipo, desde que a empresa chegou ao país, em 2014. As inscrições vão até o dia 16 de agosto pelo site da Uber.

“Hoje, São Paulo globalmente é cidade com maior volume de viagens e a partir disso a gente resolveu que era importante abrir o programa de estágio”, diz Pamela Chusyd, chefe de recrutamento e seleção da Uber. Simultaneamente, também foram abertas outras 40 vagas para estagiar na Cidade do México.


O valor da bolsa-auxílio não foi divulgado. Os benefícios oferecidos são seguro saúde e odontológico, vale-refeição e créditos mensais para Uber e Uber Eats.

Há cinco anos havia só seis funcionários no Brasil, hoje a Uber emprega 1,5 mil pessoas – no mundo todo são 20 mil. Com o programa de estágio oferece 40 vagas para trabalhar em São Paulo, inclusive oportunidades para estagiar no novo centro de Desenvolvimento Tecnológico, que aloca o time de engenharia e tecnologia da informação da Uber e também no escritório na região da Vila Olímpia.


As áreas com mais vagas são operações e vendas e há também vagas nas áreas corporativas como por exemplo recursos humanos, finanças, políticas públicas e comunicação.  Com foco na atração de diversidade para a Uber, o processo seletivo apresenta apenas dois requisitos: formação universitária entre julho e dezembro de 2020 e nível intermediário de inglês.

“A principal mensagem que queremos passar com programa de estágio da Uber é que ele é para todos os universitários. Ganhamos muito com novas perspectivas”, diz Pamela. De acordo com ela, a empresa tem feito esforços de recrutamento voltado a diversidade e cita a Faculdade Zumbi dos Palmares como parceira. “Vamos levar os gestores de negócio para conversar com os alunos para incentivá-los a se inscrever. A diversidade é uma ação de todos e é preciso que se faça um esforço consciente para alcança-la”, afirma a executiva.

A seleção deve ser concluída, em dois meses. “A expectativa é que eles comecem a trabalhar ainda em setembro “, diz Pamela. Para isso, a inteligência artificial será utilizada na primeira etapa de triagem do processo seletivo, com testes de inglês, lógica e normas culturais. A segunda etapa terá dinâmica com case de resolução de problemas e entrevistas com os gestores das vagas serão feitas com os finalistas. O estágio dura um ano.

(*) Com informações da Exame


            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.