Campanha pede que usuários usem fones de ouvido no transporte publico


Foto: Divulgação

“A falta de educação da população é complicada, né?”, diz o professor Carlos Alberto Burjato, 52 anos, ao comentar sobre pessoas que ouvem música sem fone de ouvido nos transportes públicos.

Burjato costuma pegar metrô e ônibus todos os dias, principalmente na zona leste, onde mora, e conta que já viu muitos usuários desrespeitando a campanha fixa dos transportes públicos e atrapalhando os demais passageiros. “Eu sempre uso, todos os dias, em todos os momentos”, relata o professor. “Seja para ouvir música, áudio, vídeo… Só eu preciso ouvir o que quero”, afirma.


A opinião entre os demais usuários é bem parecida. A atendente Mariana da Silva Santos, 24 anos, também costuma usar o fone de ouvido em qualquer ocasião, principalmente ao pegar transporte público, e destacou o ônibus como um dos principais problemas. “Não custa nada a pessoa comprar um fone, aqui perto [terminal parque Dom Pedro 2] é tão baratinho, só R$ 5, poxa”, brinca. “Eu me incomodo sim, bastante mesmo, quando alguém perto de mim está ouvindo música alta sem fone, às vezes você só quer descansar… É bem inconveniente”, conclui a atendente.

“Quando estou usando o fone de ouvido, eu não atrapalho quem não está, então deveria ser a mesma coisa ao inverso”, afirma o porteiro Renann Henrique dos Santos, 29 anos. Ele comenta que passa por essa situação com mais frequência na linha 3-Vermelha do metrô. “É aquela coisa de bom senso e respeito ao próximo, você não está sozinho no transporte, né?”


O agente de fiscalização Marcelo Nogueira da Silva, 36 anos, tem outro ponto de vista. “Eu acho que usar ou não o fone não muda muita coisa, porque na maioria das vezes o que atrapalha mesmo é o falatório das pessoas”, afirma Silva. Ele conta que pega ônibus todos os dias e que não se importa se alguém está ouvindo música sem o acessório ou não.

Campanhas

Nos transportes públicos, as campanhas de incentivo ao uso do fone de ouvido são fixas. No Metrô, a divulgação é feita por mensagens sonoras nos trens e estações, cartazes e vídeos nas televisões dentro dos vagões.

A  CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também veicula mensagens e avisos sonoros que instruem os passageiros para que utilizem o fone para ouvir áudios e músicas durante a viagem. Já a SPTrans incentiva a ação por cartazes espalhados em pontos de ônibus. 

(*) Com informações do Jornal Metro


            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.