Homem é esfaqueado na presença do filho dentro de ônibus da SPTrans na Zona Leste de São Paulo


Foto: Douglas de Souza
Um homem foi esfaqueado dentro de um ônibus de uma empresa ligada a SPTrans (São Paulo Transportes) na tarde da última segunda-feira, dia 9 de setembro de 2019. De acordo com informações de uma testemunha que não quis se identificar, a vítima estava acompanhada de seu filho, que aparentava ter entre 7 e 9 anos de idade.

O caso aconteceu na linha 273G/10 Jd. Helena – Metrô Artur Alvim, na Zona Leste de São Paulo. De acordo com a testemunha, o ônibus estava indo em direção a estação Artur Alvim do Metrô de SP, quando o suspeito entrou no coletivo na Avenida São Miguel e foi em direção a vítima que estava acompanhada de seu filho e começou a efetuar diversas facadas contra homem.


Segundo a testemunha, ao efetuar as facadas, o suspeito disse que isso era para o homem nunca mais mexer com mulher casada. “O agressor só parou com as facadas porque a ponta da faca, que estava toda enferrujada, se quebrou” disse a testemunha. Após isso, o suspeito se evadiu do local.

A criança sofre de problemas cardíacos, disse a vítima, que pediu para os passageiros cuidarem de seu filho depois de ter levado as facadas. De acordo com a testemunha, a criança ficou em estado de choque ao presenciar a cena.

A testemunha, que estava a caminho da faculdade, disse que ficou desnorteada com a situação e saiu correndo desorientada, inclusive atravessando a avenida, que é muito movimentada, sem olhar para os lados, correndo o risco de ser atropelada.


O Mobilidade SP entrou em contato com a assessoria de imprensa da SPTrans, que confirmou o ocorrido emitindo a seguinte nota:

“A SPTrans informa que o incidente envolvendo o ônibus 32.005, que opera a linha 273G/10 Jd. Helena – Metrô Artur Alvim, ocorreu às 17h42 da última segunda-feira, 9 de setembro, na Avenida São Miguel, altura do nº 7.000, na Vila Norma. A ocorrência foi registrada no 63º Distrito Policial da Vila Jacuí e mais informações podem ser obtidas junto à polícia”.

LEIA TAMBÉM:

O Mobilidade SP também tentou entrar em contato com a Polícia Civil, mas até a publicação desta matéria ainda foi obtido uma nota oficial sobre o desfecho do caso e nem sobre o estado de saúde da vítima e também de seu filho.

Clique aqui e participe do nosso grupo de Notícias no WhatsApp


            VEJA TAMBÉM:           

Tecnologia do Blogger.